Histórias da Ditadura

Hoje na Imprensa

14
jun
2017

Notícia | Morre o ex-padre Alípio de Freitas, que foi guerrilheiro e preso político no Brasil

Alípio de Freitas teria sido o principal articulador do atentado a bomba de Guararapes, no Recife, em 25 de julho de 1966, por meio do qual se pretendia matar o ministro da Guerra, Costa e Silva, depois presidente da República. Mas o general não estava no aeroporto. No livro “A Ditadura Envergonhada” (Intrínseca, 464 páginas), o jornalista Elio Gaspari relata que “morreram no aeroporto um almirante da reserva e um jornalista. O guarda [que encontrou a bomba] teve a perna amputada, e o secretário de Segurança de Pernambuco perdeu quatro dedos da mão esquerda. Treze pessoas ficaram feridas, inclusive uma criança de seis anos”. Os jovens que praticaram o atentado teriam sido articulados pelo ex-padre, homem de Cuba no país. Numa entrevista, ele disse: “Morreu gente, nós lamentamos. Mas era uma guerra, tinha que haver vítimas”.

Leia mais: Jornal Opção