Histórias da Ditadura

Hoje na Imprensa

11
jul
2017

Notícia | Não em meu nome: filhos de torturadores argentinos repudiam seus pais

Suas reuniões são duras. Uma espécie de terapia coletiva. A maioria está há anos sem compartilhar seu segredo e tem muita vontade de falar. Precisam desabafar. “No começo foi uma catarse. Acabamos chorando quase todos. Arrastamos uma cultura muito arraigada que nos diz ‘Honrarás o teu pai’. É muito difícil romper com isso”, conta María Laura Delgadillo, uma das fundadoras do Histórias Desobedientes, um grupo que vem comovendo a Argentina – um país já bastante habituado a relatos terríveis sobre a última ditadura militar (1976-83). Mas este é diferente, porque vem de dentro para fora. São os filhos dos repressores que se rebelam contra seus pais e se reúnem para exigir que eles não saiam da cadeia, que cumpram suas penas de prisão perpétua.

Leia mais: El País Brasil