Histórias da Ditadura

Hoje na Imprensa

19
ago
2017

Notícia | Por que o Exército quer mudar o jeito de julgar militar que mata civil

Hoje, militares que atuam em missões chamadas GLO (Garantia da Lei e da Ordem) – ou seja, exercendo funções típicas das forças policiais – são julgados pela Justiça comum caso matem intencionalmente um civil. O que o general defende é que esses casos sejam remetidos para a Justiça militar, não para Justiça comum. Com isso, Villas Boas defende o restabelecimento de uma prática que foi comum de 1969, ainda, portanto, sob a ditadura militar (1964-1985), até 1996, quando a regra mudou.

Leia mais: Nexo Jornal