Histórias da Ditadura

Hoje na Imprensa

17
set
2017

Notícia | A população LGBT e a ditadura militar no Brasil

As primeiras organizações de movimentos LGBT se organizavam em espaços ocultos, conhecidos muitas vezes de forma pejorativa, como guetos e periferias. A partir dos anos de 1950, as organizações internacionais tomam corpo, e se tornam instituições de defesa de direitos LGBT que aos poucos mostra eficácia e destaque. Tais movimentações culminaram em eventos históricos de revolta que mudaram mexeram com o contexto social e servem hoje de exemplo, como a Revolta de Stonewall In, em 1969. Cada vez mais autônomo, o movimento LGBT começou a enfrentar os mais duros contextos históricos. Em meados dos anos 70 diversos coletivos levantaram-se buscando unir forças entre si, para resistir à violência do Estado, para o qual eles representavam uma ameaça à ordem moral e à família tradicional brasileira. Sua autonomia fazia-se muito necessária pois os movimentos de esquerda não concordavam em ampliar sua pauta de luta para os LGBT’s, mas sim continuar lutando apenas pelos trabalhadores.

Leia mais: Revista Lado A

Leia mais notícias: Hoje na Imprensa