Histórias da Ditadura

Hoje na Imprensa

22
fev
2017

Porque devemos ler “Ainda estou aqui”, de Marcelo Rubens Paiva.

O deputado Rubens Paiva morreu no dia seguinte à sua prisão, torturado até a morte. O resto da história, todos sabem: a luta da família Rubens Paiva que, por mais de 30 anos, procurou o paradeiro do corpo. E este novo livro do Marcelo, “Ainda Estou Aqui”, conta a história da sua mãe, Eunice, que é a verdadeira protagonista de toda esta história, afinal, foi ela, e a sua família, que militaram durante todo este tempo, denunciando a tortura e as atrocidades da ditadura militar. Esta mesma ditadura que alguns poucos indivíduos pedem a volta em passeatas por todo o Brasil, capitaneadas por um desclassificado que já fez elogios ao Coronel Brilhante Ustra, responsável pelas maiores barbaridades já vistas na face da terra nas sessões de tortura. Eunice coordenou, a convite de FHC, a Comissão da Verdade que, após a entrada do Ministério Público, levou aos tribunais os militares torturadores. Mas, infelizmente, no meio do processo, o Mal de Alzheimer levou o que Eunice tinha de mais importante: a memória. Não deixem de ler este “Ainda Estou Aqui”, de Marcelo Rubens Paiva. A história de um menino no qual o curso da vida coincide com o curso da história recente do Brasil, sempre à busca da verdade, na difícil trajetória da denúncia ao Governo Militar.

Leia mais: Jornal O Globo

Leia a resenha do livro Ainda estou aqui.